sábado, 08 de maio de 2021
Terça Livre TV
BRASIL PARALELO
Política

Partido da Mulher Brasileira pode ser opção para Bolsonaro

08 março 2021 - 22h31Por Silvio Rodrigues

Após ida para o Patriota 'esfriar' o Presidente Jair Bolsonaro incluiu o Partido da Mulher Brasileira (PMB) no leque de partidos cotados para se filiar. Aos interlocutores, Bolsonaro disse ver a legenda como uma "boa possibilidade", principalmente após as negociações com o Patriota, que era o preferido, arrefecerem, como informou.

Apesar da retomada de diálogo com o PMB, a ida para a sigla é considerada difícil por integrantes do núcleo de Bolsonaro, por conta de rusgas ocorridas no final de 2019, quando a filiação ao partido chegou a ser debatida. Interlocutores do presidente também têm conversado com DC, PMN e PSC.

Em 2019, o Presidente chegou a ensejar migrar para a legenda, mas, durante as negociações, a presidente do PMB, Suêd Haidar, desagradou à cúpula de Bolsonaro, que avalia que a dirigente fez jogo duplo, buscando ao mesmo tempo obter benefícios com o núcleo do presidente e com a ala do PSL ligada a Luciano Bivar, que comanda o ex-partido de Bolsonaro e, na época da ruptura, era seu adversário político.

Segundo interlocutores de Bolsonaro, desta vez foi Suêd Haidar quem procurou o núcleo do presidente para retomar a negociação, após descobrir que a migração do chefe do Executivo para o Patriota está cada vez mais difícil. Bolsonaro não abre mão de ter o controle da executiva nacional do futuro partido e nem de diretórios estaduais estratégicos, e é aí que reside a resistência de dirigentes em aceitar os termos propostos pelo Presidente.

As negociações estão em andamento. Portanto, qualquer afirmação ou informação de que o Presidente irá se filiar a qualquer partido, é precipitada até que o próprio Presidente se pronuncie oficialmente.