sábado, 08 de maio de 2021
BRASIL PARALELO

Nunca mais seja massa de manobra

A tecnologia que mudou a educação política.

12 dezembro 2019 - 21h08Por Equipe Brasil Paralelo
Onde há vontade, há um caminho.

Brasil Paralelo é uma empresa de produção cinematográfica brasileira cujo conteúdo é alinhado ao liberalismo econômico. Fundado em 2016, em Porto Alegre, é caracterizado como mídia independente. Juntamente com outros grupos, foi apontado pelos estudos da ePoliticSchool (EPS) como parte da ascensão do ativismo político digital da denominada Nova Direita brasileira.

A entidade produz obras audiovisuais, geralmente no formato de filme documentário, com um discurso que foi considerado por alguns acadêmicos como milenarista e conspiracionista. Dentre os trabalhos do Brasil Paralelo está um filme documentário sobre o impeachment de Dilma Rousseff, ocorrido em 2016. Esse documentário fez parte da série Congresso Brasil Paralelo, que contou com a participação de políticoscientistas políticosanalistas políticoseconomistasjornalistas, entre outros formadores de opinião. Depois, foi lançada a série Brasil, a Última Cruzada.

No início de 2017, as vendas de assinaturas para o acesso ao conteúdo produzido e disponibilizado pelo sítio eletrônico somavam mais de cinco mil pessoas assinantes. Segundo informações não confirmadas pelos fundadores, o grupo teria amealhado 1,5 milhão de reais em apenas seis meses de existência.

Histórico:

O Brasil Paralelo foi fundado em Porto Alegre em 2016, por uma dupla de empreendedores gaúchos.

Em fevereiro de 2017, para o sexto episódio da série de filmes documentários, eles colheram 88 depoimentos com formadores de opinião da direita para lançarem um filme sobre o impeachment de Dilma Rousseff, como contraponto à versão homônima produzida com apoio do Partido dos Trabalhadores (PT), focado na narrativa de que o impeachment foi “golpe”. O título do episódio sexto foi "Impeachment - Do apogeu à queda", cujo lançamento oficial ocorreu em 21 de março de 2017 em São Paulo e Porto Alegre. Na capital paulista, ocorreu no Cinemark Metrô Santa Cruz e após a exibição do filme, houve um debate ao vivo com os seguintes convidados; Henrique Viana; Ícaro de Carvalho; Luiz Philippe de Orléans e BragançaHélio Beltrão e Joice Hasselmann. Na capital gaúcha, foi no Cinemark Barra Shopping Sul e também após a exibição houve debate com Lucas Ferrugem, Felipe Moura Brasil, Guilherme Macalossi e Diego Casagrande. Esse foi o primeiro evento presencial do Brasil Paralelo. No dia seguinte foi realizado o seminário "O que esperar de 2017", na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, com a presença do jornalista e arquiteto Percival Puggina, do diplomata Paulo Roberto de Almeida e do deputado Marcel van Hattem, no qual foi debatido as atividades do Brasil Paralelo.

Em abril de 2017, o Brasil Paralelo participou da 30.ª edição do tradicional Fórum da Liberdade. O evento é promovido pelo Instituto de Estudos Empresariais (IEE) no Centro de Eventos da PUC/RS, em Porto Alegre, e contou com seis painéis, além de palestras especiais com grandes personalidades da política e da academia, como João Doria Jr.Pedro MalanEduardo GiannettiLuiz Felipe Pondé, entre outros. Nesse evento, os representantes de Brasil Paralelo expuseram no salão Unconference o trabalho da entidade na produção de conteúdo e como alternativa de mídia independente. Lá também apresentaram iniciativas práticas de promoção da liberdade, em que o público participante pôde interagir e contribuir com o conhecimento pessoal, know-how, ideias, recursos financeiros, obter feedbacks, entre outros, em projetos de impacto previamente selecionados de cunho social, associativo, econômico ou político. Na edição anterior, o jornalista Diego Casagrande, membro da organização, foi agraciado com o Prêmio Liberdade de Imprensa do Fórum da Liberdade.

Documentários:

Congresso Brasil Paralelo

A série Congresso Brasil Paralelo é composta por seis documentários, que estão listados a seguir.

  • Episódio 1: Panorama Brasil — Um raio-x inconveniente
  • Episódio 2: Terra de Santa Cruz — Uma história não contada
  • Episódio 3: A Raiz do Problema — Como chegamos aqui?
  • Episódio 4: Dividindo Pessoas, Centralizando o Poder
  • Episódio 5: Propostas
  • Episódio 6 (extra): Impeachment — Do apogeu à queda

Os seis documentários da série foram feitos a partir de depoimentos em vídeo. Nesses depoimentos, foram mais de 80 entrevistas.

Brasil, a Última Cruzada

Com o primeiro episódio lançado no dia 18 de setembro de 2017, o "Brasil, a Última Cruzada" é um documentário com seis episódios sobre a história do Brasil. Contando com a participação de mais de 60 especialistas, o documentário é o sucessor do Congresso Brasil Paralelo"'. Dando continuidade ao documentário, o segundo episódio foi lançado no dia 9 de outubro de 2017, o terceiro, no dia 12 de novembro, o quarto no dia 20 de dezembro de 2017, o quinto no dia 19 de março de 2018 e o sexto no dia 9 de abril de 2018.

  • Episódio 1: A Cruz e a Espada
  • Episódio 2: A Vila Rica
  • Episódio 3: A Guilhotina da Igualdade
  • Episódio 4: Independência ou Morte
  • Episódio 5: O Último Reinado
  • Episódio 6: Era Vargas: O Crepúsculo de Um Ídolo

O dia depois da eleição

O dia depois da eleição tem cinco episódios:

  • Episódio 1: O que sobrou do Brasil? — Parte 1
  • Episódio 2: O que Sobrou do Brasil? — Parte 2
  • Episódio 3: Minha primeira grande operação
  • Episódio 4: Os ciclos de poder
  • Episódio 5: Proteja-se independente do resultado

O Teatro das Tesouras

O primeiro episódio estreou dia 21 de agosto de 2018, O Teatro das Tesouras é um documentário que mostra as sete eleições do Brasil após a Ditadura Militar instaurada pelo golpe civil-militar de 1964.

Nesse documentário é mostrado os bastidores das eleições brasileira.

  • Episódio 1: 1989
  • Episódio 2: 1994
  • Episódio 3: 1998
  • Episódio 4: 2002
  • Episódio 5: 2006
  • Episódio 6: 2010
  • Episódio 7: 2014