quinta, 06 de maio de 2021
Terça Livre TV
Conservadores
América Latina

Venezuelanos presos em Curaçao em greve de fome por violação de seus direitos humanos

19 janeiro 2020 - 19h32Por Jose Luis A Monasterios
     Em comunicado divulgado pelas redes sociais, o jornalista Bram Ebus alertou sobre a greve de fome dos refugiados venezuelanos em Curaçao.
 
     "Os 12 refugiados venezuelanos, 9 homens e 3 mulheres, que estão detidos desde 13 de maio e uma pessoa desde 14 de fevereiro de 2019, estão em greve de fome", diz o comunicado da Defesa de Direitos Humanos de Curaçao.
 

12 refugiados venezolanos en Curazao están en huelga de hambre debido al maltrato en "la prisión de indocumentados" y la falta de acceso a mecanismos de protección y asilo.

Llevan más que 8 meses en detención mientras que la duración máxima es de 6 meses.
pic.twitter.com/CVoZzxyvgo

— Bram Ebus (@BramEbus) January 19, 2020 ">http://
 

     Segundo o diretor da organização, o motivo da greve são os maus tratos à "prisão de pessoas sem documentos" e a falta de acesso aos mecanismos de proteção e asilo.

«Eles estão detidos há mais de 8 meses, enquanto a duração máxima é de 6 meses», destaca o tweet.

Declaração