sexta, 07 de maio de 2021
Terça Livre TV
BRASIL PARALELO
América Latina

Venezuela fará novamente parte da Comunidade Andina de Nações

Presidente Duke pode apoiar o retorno da Venezuela à Comunidade Andina de Nacionais

19 fevereiro 2020 - 21h11Por Jose Luis A Monasterios
     O presidente encarregado da Venezuela, Juan Guaidó, anunciou quarta-feira que o país fará parte da Comunidade Andina de Nações.

 
     Guaidó disse em sua conta no Twitter que falou com o presidente Iván Duque e representantes dos ministérios das Relações Exteriores do Equador, Peru, Colômbia e Bolívia sobre a importância de fazer parte do Sistema Andino de Integração (SAI).

#Anuncio Venezuela vuelve a la CAN, de donde nunca debió salir.

Conversé con el Pdte. de Colombia @ivanduque y representantes de la cancillería de Ecuador, Perú, Colombia y Bolivia, sobre la importancia de formar parte del Sistema Andino de Integración (SAI). #UnidosConElMundo https://t.co/0wlRUpKVXv

— Juan Guaidó (@jguaido) February 19, 2020 ">http://
 
      O presidente encarregado destacou a importância da Venezuela se juntar à Comunidade Andina de Nações e à UPS. "Voltamos ao Sistema Andino de Integração e à Comunidade Andina de Nações com a intenção de fortalecer nossas instituições, a fim de construir juntos uma área de Liberdade, Paz e Democracia para o bem-estar e o progresso de nossos cidadãos", afirmou.
 
     “Como governo legítimo, faremos com que a Venezuela se junte imediatamente às medidas de migração e mobilidade. E tornar o processo de integração mais eficaz, com uma agenda nas áreas de comércio, investimentos, serviços, interconexão e identidade andina ”, acrescentou.
 
 

Voltamos ao Sistema Andino de Integração e à Comunidade Andina de Nações com a intenção de fortalecer nossas instituições, a fim de construir juntos uma área de Liberdade, Paz e Democracia para o bem-estar e o progresso de nossos cidadãos.

Volvemos al Sistema Andino de Integración y a la Comunidad Andina de Naciones con la intención de fortalecer nuestras instituciones, en aras de construir juntos una zona de Libertad, de Paz y de Democracia para el bienestar y el progreso de nuestros ciudadanos. #UnidosConElMundo

— Juan Guaidó (@jguaido) February 19, 2020 ">http://

Como governo legítimo, faremos com que a Venezuela se junte imediatamente às medidas de migração e mobilidade. E tornar o processo de integração mais eficaz, com uma agenda nas áreas de comércio, investimentos, serviços, interconexão e identidade andina.
ele enfatizou
 

por outro lado: a Comunidade Andina de Nações comemora 50 anos de existência, com novos desafios para a integração
 
       Nas eleições de 2021, os equatorianos também devem eleger cinco parlamentares andinos. Eles farão parte de uma das instituições da Comunidade Andina de Nações (CAN), que ao longo deste 2020 comemora seus 50 anos de existência.
       Nesta quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020, foi realizada uma cerimônia especial em Cartagena, Colômbia. A nomeação contou com a presença do Chanceler da República, José Valencia, e outros delegados deste órgão regional. O CAN é composto pelo Equador, Colômbia, Peru e Bolívia. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, os Estados membros "declararam a CAN como um mecanismo privilegiado de integração da sub-região, com normas supranacionais, que beneficiam 111 milhões de cidadãos andinos".
      Por meio de comunicado, o Ministério das Relações Exteriores disse que o CAN tem sido uma ferramenta de desenvolvimento que permitiu o intercâmbio "com acordos de complementaridade industrial, acordos comerciais e área de livre comércio". Uma das instituições que faz parte do Sistema de Integração CAN é a Universidade Andina Simón Bolívar (UASB). Segundo o reitor da instituição, César Montaño, que também participou da cerimônia de Cartagena, o saldo desses 50 anos é positivo.
 


"Han pasado 50 años y hoy le rendimos homenaje a esta #ComunidadAndina, como un símbolo de integración que queremos hacer más sólido y que queremos llevar por 50 años más a conquistar el éxito", con esta frase el Presidente @IvanDuque culminó su discurso en el teatro Heredia. pic.twitter.com/LlZgVEekmA

— Comunidad Andina (@ComunidadAndina) February 19, 2020 ">

      Quais são os desafios da CAN no futuro? Na opinião de Montaño, é necessário consolidar o mercado sub-regional andino, especialmente no contexto atual, em que surgiram outras iniciativas, como a Aliança do Pacífico ou o acordo comercial entre os Estados Unidos, México e Canadá. "Temos que voltar para ver e consolidar o mercado de sub-regiões, esse seria um dos desafios mais importantes".