quinta, 06 de maio de 2021
CASO FLÁVIO

Alejandro Valeiro tem HC concedido e deixará prisão

Filho da primeira-dama de Manaus é suspeito de participar do homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues

27 dezembro 2019 - 18h59Por Fabrício Cavalcante

Manaus/AM- Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus Elizabeth Valeiko (Betinha), deixará a prisão. Ele teve um Habeas Corpus (HC) concedido pelo ministro Leopoldo de Arruda Raposo, da 5ª turma. Assim, ele deve deixar o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) 1, onde cumpre prisão preventiva desde o último dia 7 de dezembro.

A decisão do ministro Raposo é liminar, ou seja, provisória. O enteado do prefeito Artur Neto é o principal suspeito de ter assassinado o engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, encontrado morto em 30 de setembro deste ano.

O pedido do HC foi feito no STJ no dia 22 de dezembro, e a decisão tomada ontem (dia 22), durante um plantão judicial.

Segundo o ministro Leopoldo Raposo, "não há clareza quanto à dimensão dos crimes que lhe são imputados". Para o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), Alejandro matou Flávio Rodrigues tendo Elizeu da Paz e Mayc Parede como cúmplices. 

Para ter a soltura concedida, Alejandro deverá seguir algumas regras como: ficar em casa durante à noite e usar tornozeleira eletrônica, e está proibido de sair de Manaus. Assim que deixar a prisão, ele deve passar por exame de corpo delito no Instituto Médico Legal. A decisão da soltura foi expedida no início da noite desta quinta.